domingo, 12 de fevereiro de 2017

Dúvidas

                                       
  
As paredes tomadas de frio tom
Esmaecem os dias festivos vestidos de cor.
Pontos que interrogam, que finalizam ou exclamam
Rascunham buscas e decisões.
O palácio está em meia luz...
Sem música, sem flores, quase desnudo de esperança.
O silêncio está tão repleto de gritos que ensurdeceria o que de longe passa e atenta.
Não se vê o paterno em límpido som,
Nem as núpcias da filha do Rei;
Quem precisa convencer o amigo a falar?
Quem insiste com o mentor?
Na sombra, um vulto pequeno,
Sobrecarregado e confuso
Clama pelo resgatador.




Nenhum comentário:

Postar um comentário