sábado, 31 de outubro de 2015

GRITO

Pode ainda um coração golpeado ser tomado de compaixão?
Pode um caráter atacado decidir pelo silêncio acerca de tudo o que sabe?
Como não duvidar de todos, já que os de perto demonstram-se cruéis?
Como desejar relacionar-se, se já não se tem certeza de muita coisa?
É possível permanecer?
É possível acreditar?
E se de repente a Noiva começa a perder o brilho que um dia pareceu ter,
E a comunhão parece agora uma conto utópico.

Esse é o grito dos que foram feridos,
Os pensamentos secretos dos que confiaram,
O conflito dos que ouviram sobre GRAÇA toda uma vida e se acham perdidos e confusos nesse teatro chamado religião.
Ahhhh, o Cristo blasfemado entre os povos pela ausência que oferecemos nós.

HÁ UM CAMINHO:
- Use os golpes para se estender aos feridos,
- O silêncio para guardar a integridade de indivíduos e famílias.
- Coloque os olhos, ainda que devagar, sobre aqueles que Cristo lhe presentear.
- Orar GERA o permanecer,
- Constância na Palavra fortalece a fé,
- No final do LIVRO, a Noiva será gloriosa e a comunhão será fato.

E se hoje, tudo parece sem cor, certamente o amanhã será marcado pela promessa cumprida, então, que VENHA O AMANHÃ.

Nenhum comentário:

Postar um comentário