sábado, 8 de agosto de 2015

MEU PAI TEM MÃOS FORTES!



Ao longo de nossas vidas, vamos armazenando imagens, sons, lembranças...
Hoje pensei nos dias da minha infância onde meu pai, Anivaldo, costumava caminhar comigo de mãos dadas. A recordação foi tão viva que pareço sentir a força de suas mãos agarradas às minhas enquanto andávamos pela nossa cidade conversando sobre muitas coisas... Engraçado, não me lembro do teor dos assuntos, mas a segurança de suas mãos apertando as minhas é uma imagem viva ainda hoje.
Naqueles momentos eu me sentia protegida, querida, guiada. Tinha a clara impressão de que nada poderia me acontecer, minhas pequenas mãos estavam enterradas naquelas mãos fortes e "grandonas".

Ontem (07.08.15) entrei no quarto de meu pai, lá estava ele, imóvel, de olhos cerrados, lutando com mais uma crise infecciosa que o manteve alguns dias no hospital. Aproximei-me, toquei o seu rosto, nenhuma reação... 
Pareço ter ouvido um suspiro mais forte, mas não sei dizer se realmente ocorreu ou se trata do meu anseio de vê-lo saudável, alegre, de pé... 
Retirei o lençol que o cobria e tomei a sua mão, a pele está fina, os dedos muito inchados pelo tempo passado no hospital, imóvel. 
Tomei-a e a fiz descansar sobre a cama.
As mesmas mãos que um dia encheram meu coração de tranquilidade...

Hoje (08.08.15), logo pela manhã, vou para o LUGAR SECRETO e encontro-me exposta à Palavra, meu sustento, alívio e vida. Começo a leitura de Josué e deparo-me com essa porção:
- A mão do Senhor é forte... (Js.4:24)
Essa pequenina frase tomou profundamente o meu interior. Fechei a Bíblia e O ouvi dizer:
- Ariadna, EU, o seu PAI tenho MÃOS FORTES!!!




Nenhum comentário:

Postar um comentário