quarta-feira, 5 de novembro de 2014

PROCURA-SE UM "UM AMIGO DA ALMA"


(José Fernando Francisco, estou certa que vc foi inspirado pelos TRÊS, que sabem como colocar em poesia o GRITO DO CORAÇÃO HUMANO, mais uma vez, OBRIGADA PELO PRESENTE!)

Um amigo de alma que seja criança para não nos fazer esquecer a ternura, e que no seu outro lado, seja maduro e sábio para nunca nos tirar a esperança.

Um amigo de alma que seja forte para nos carregar as vezes,Nos momentos de dificuldade e de teimosia evitando que entremos onde não devemos,
E que no seu outro pedaço seja necessitado da gente para podermos lhe dar algo em troca.


Um amigo de alma que seja capaz de nos enxergar verdadeiramente, sem se assustar com nossos defeitos e nossas perguntas infantis depois de tanto tempo...E que ainda possua tanta inocência que nos faça perguntas simples sem que sejam banais.

Um amigo de alma que seja um caminhante disposto a andar
Sempre mais uma milha e a nos agasalhar com sua capa. Que suas pernas diminuam ou encolham conforme a largura ou comprimento de nossos passos.

Um amigo de alma que tenha um estoque de sorrisos,
E lenços de bondade que enxuguem as nossas lágrimas antes que elas surjam em nossos olhos.
E que tenha olhos cheios de lágrimas que nos permitam a aproximação de sua humanidade.

Um amigo de alma que seja um companheiro de travessuras inocentes,
Comendo pão escondido, ou tirando comida que ainda não foi a mesa para dividir conosco.
E que por outro lado, seja um cozinheiro que nos ensine a alimentar aos mais necessitados, sem temer a falta de suprimento.

Um amigo de alma, um leitor do íntimo humano, que nos ajude a compreender a gente mesmo, e no seu outro extremo, nos pede ajuda para partilhar o que desconhece de si!

Um amigo de alma que seja silencioso e nos liberte do incômodo,
E que em seu outro canto faça do nosso silêncio, estímulo.
Um amigo de alma que busque a DEUS todo o tempo e nos leve junto,
E que seja tão leve que não nos pese quando buscamos a DEUS.

Um amigo de alma com uma voz tão doce que nos diga o que precisamos,
Mesmo quando não quisermos ouvir a verdade, sem nos partir o coração.
E que tenha ouvidos tão sensíveis que nos permita dizer algo que o magoe,
Sem que nos ame menos...

Um amigo de alma que nos incite a orar,
E nos conclame a examinar a nós mesmos através da Palavra de DEUS,
E que possua um desejo de ser examinado por nós através da Palavra de DEUS.

Um amigo de alma que seja comunitário,
Amante do povo que serve a DEUS.
E que na sua outra extremidade necessite da gente, que é povo de DEUS!

Zé Menino Fernando Maluquinho, poeta negro, moleque custoso, para Ariadna de Oliveira que tem sido amiga de alma de tanta gente que sei...
(Poesia de José Fernando Francisco)

3 comentários: